sexta-feira, 8 de junho de 2012

DEZ RAZÕES PARA NÃO FAZER UM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PESSOAL


DEZ RAZÕES PARA NÃO FAZER UM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PESSOAL

por  


Podemos definir o planejamento estratégico pessoal como um esforço consciente de antecipar o futuro, através de uma análise cuidadosa de quem somos,qual é o nosso potencial, qual é o nosso ambiente, e como podemos viver a vida de forma plena para que, assim, deixemos um legado benéfico e duradouro sobre nossa geração. Mesmo assim, muitas pessoas não acreditam que esse planejamento seja importante. 

Veja quais são os argumentos mais usados:
1. Eu já tenho um plano.
Muitas vezes esse plano baseia-se em alguns objetivos maiores como fazer um curso, arrumar um novo emprego, buscar uma promoção ou comprar um carro novo. Tudo isso é importante e necessário. Mas você já pensou na possibilidade que a vida é maior do que isso? Que Deus tem um plano específico para cada um de nós? Que podemos exercer uma influência maior e mais benéfica para as pessoas que estão ao nosso redor, alinhando melhor nossas habilidades, dons, tempo, energia e recursos?  

 2. Ainda não é a hora
Talvez ainda pareça cedo para fazer uma análise de sua vida. Pode ser que você pense em experimentar as diversas alternativas, com o receio de ficar preso a uma escolha errada e, talvez,uma decisão irreversível. Por outro lado, se aquilo que hoje você está fazendo não faz parte de sua visão de futuro ou da sua missão de vida, tempo, talentos e energia podem estar sendo desperdiçados em projetos que não produzirão resultados benéficos duradouros.

3. Dá muito trabalho
De fato, a construção de um planejamento estratégico pessoal exige um nível de dedicação significativo. Não se trata de um pequeno exercício motivacional, mas uma reflexão séria sobre as questões mais importantes da nossa vida: quem sou eu, o que estou fazendo aqui, que diferença farei neste mundo. Isso não pode ser respondido de forma superficial. Ao mesmo tempo, tudo o que fizermos nessa direção só produzirá benefícios para a nossa vida.

4. Com tantas mudanças, não adianta planejar
De fato, o mundo de hoje é extremamente instável e inseguro. Imprevistos acontecem a todo o momento e não podemos dizer com segurança onde estaremos no futuro. Exatamente por causa desse contexto de constantes mutações precisamos cultivar um firme senso de propósito e missão. Sem isso, a nossa existência toda será uma seqüência de eventos fortuitos, como um barco sem leme e sem vela no meio de uma tempestade. O planejamento nos ajuda a definir rumos, prever cenários, e decidir como reagiremos diantedas mudanças.

 5.   Eu estou bem
Às vezes nos sentimos bem porque definimos objetivos pequenos e fáceis de ser alcançados. Nos acomodamos numa zona de conforto não pensando que existe uma missão para ser cumprida, existem pessoas que precisam ser ajudadas, existem necessidades que precisam ser supridas. Podemos nos sentir muito bem e ainda deixar  de alcançar o pleno potencial para o qual fomos criados por Deus.

 6. Só estou tentando sobreviver.
Realmente a vida não é fácil para a maioria das pessoas. Muitas vezes, temos que nos adequar a situações que estão longe do ideal simplesmente porque temos que pagar as contas. Ao mesmo tempo, não podemos ir muito longe sem compreendermos quem somos, qual é o nosso potencial e como podemos usar o que temos de melhor para alcançar nossos objetivos. Nossa existência deve ser mais do que sobreviver, nós precisamos viver.

 7.  Nunca precisei de um plano antes
Parabéns. Então você já alcançou muitos objetivos sem um planejamento específico. Mas já parou para pensar que poderia realizar muito mais e produzir mais bem para as pessoas que estão ao seu redor? Você pode afirmar com segurança que você atingiu o máximo do seu potencial? Quando pensamos no plano de Deus para nós, temos amado a ele de todo no nosso coração, com todas as nossas forças e com todo o nosso entendimento?

 8. Nunca funcionou antes
Então você já tentou planejar, mas se deparou como imprevistos e, talvez, falta de disciplina. Provavelmente, o problema não foi falta de planejamento, mas a falta de um planejamento estratégico. No geral, nossos planos são apenas alguns objetivos que desejamos alcançar e não uma análise mais profunda de quem realmente somos, em que contexto vivemos e como podemos alcançar nosso pleno potencial.

 9. Planos só servem para pessoas disciplinadas.
Quantas vezes você tentou perseverar em uma dieta ou num curso de inglês, mas sem sucesso? Pode parecer difícil, mas a disciplina pode ser aprendida e aperfeiçoada. Quando temos razões fortes para agir, objetivos claros e pessoas que nos ajudem, a disciplina pouco  a pouco torna-se um estilo de vida. E muitos frutos são colhidos dessa aprendizagem.

10. Eu não sei como começar
Não precisamos reinventar a roda. Muitos antes de nós já erraram e acertaram nesse processo de planejamento estratégico pessoal. Talvez não concordemos com tudo o que os mais experientes falam, mas com certeza podemos aprender com seus erros e acertos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário